Instituto Brasileiro do PVC

PVC na mídia

Plastique Fantastique produz a máscara iSphere vista nos quadrinhos de ficção científica dos anos 50 - Junho 2020

O coletivo de arte de Berlim, Plastique Fantastique, criou um escudo facial retro-futurista, de código aberto, em forma de aquário para proteger os usuários contra o coronavírus.


O design semelhante a um capacete, chamado iSphere, é composto de dois hemisférios ocos transparentes presos um ao outro e cortados para criar uma cavidade para o usuário encaixar a cabeça.


Os fundadores da Plastique Fantastique, Marco Canevacci e Yena Young, foram motivados a projetar o escudo como uma resposta à nova regulamentação. Em 27 de abril de 2020, tornou-se obrigatório, para as pessoas que usam transporte público em Berlim, manter a boca e o nariz cobertos devido ao surto de coronavírus.



Canevacci e Young pensaram em aliar humor a um objeto sério para usuários que não são da área medica.


Eles encontraram inspiração nos quadrinhos de ficção científica da década de 1950, bem como em imagens de "movimentos utópicos" da década de 1960.


Isso inclui o trabalho de vários coletivos de arte e arquitetura do final dos anos 60, como o grupo de arquitetura de vanguarda Archigram, o grupo vienense Haus-Rucker-Co e Art Farm – grupo de arquitetura, artes gráficas e prática de design ambiental.



"Este vírus é muito democrático: se espalha para além das fronteiras, não tem preferência por gênero, status social, cultural ou econômico", afirmou o estúdio.


"Isso está mudando nossa relação um com o outro e afetando nossa percepção da realidade", acrescentaram. "Neste período de lockdown, nos perguntamos sobre a mutação de nossa vida social e os efeitos da privação do toque físico".



O projeto iShield é um design de código aberto que qualquer pessoa pode baixar, produzir, desenvolver e melhorar.


Para a versão do escudo, Canevacci e Young colaram dois hemisférios transparentes e ocos em PVC - comprados em uma loja de material de arte - e abriram um buraco suficiente para caber em suas cabeças.


Segundo a dupla, todo o processo levou cerca de 30 minutos e os custos dos materiais foram de cerca de 24 euros, o que equivale a aproximadamente 21 libras.


Os designers também sugerem a personalização do iShield com acessórios adicionais, como guarda-sol, camada espelhada, microfone integrado, alto-falante ou snorkel.



O designer de Nova York Joe Doucet também projetou um escudo facial para proteger contra o coronavírus, que seria usado como um par de óculos de sol.


O estúdio criativo Production Club criou um traje de proteção para discotecas durante uma pandemia, que inclui um traje e um capacete impermeáveis que cobrem as mãos, braços, parte superior do tronco e cabeça e possui recursos para o consumo de bebidas e cigarro eletrônico.


Video e fotografia: Marco Barotti.

Por Natashah Hitti 


Fonte: Dezeen






Instituto Brasileiro do PVC - Av. Chedid Jafet, 222 - Bloco C 4º andar - Vila Olímpia - CEP 04551-065 - São Paulo - SP | Tel. 11 2148-4735 - info@pvc.org.br
Copyright © 2017 – 2020 Instituto Brasileiro do PVC