Instituto Brasileiro do PVC

Artigos técnicos

Estudo da União Européia aponta o DINP como um produto seguro – 2003

A União Européia divulgou a Análise de Risco (Risk Assessment) do ftalato DINP (di-isononil ftalato), utilizado para tornar flexíveis alguns produtos à base de PVC. O estudo concluiu que o DINP não oferece riscos aos seres humanos e ao meio ambiente, confirmando a posição da indústria do PVC.

Esse resultado reforça os estudos realizados em julho de 2001 por cientistas do Consumer Product Safety Comission (CPSC), dos Estados Unidos, que também afirmaram que o DINP é seguro e não representa riscos à saúde.


Em fevereiro de 2000, a Agência Internacional para Pesquisa de Câncer (IARC) considerou outro ftalato, o DOP (di-octil-ftalato), como uma substância que não causa câncer em seres humanos. A IARC, que faz parte da Organização Mundial de Saúde (OMS), é uma das maiores autoridades mundiais no assunto, coordena pesquisas e desenvolve estratégias específicas para o controle do câncer.


O DINP e o DOP podem ser utilizados na fabricação do PVC flexível que é empregado em diversos setores como construção civil, saneamento básico, saúde pública, agricultura, fabricação de brinquedos e calçados, entre outros. Na área médica o PVC flexível está presente em bolsas de sangue, cateteres, máscaras de oxigênio, luvas, tubos endotraqueais e diversos outros produtos usados para salvar vidas e prevenir a difusão de doenças.


Faça o download da íntegra ou do sumário do estudo da União Européia em "downloads", clicando em "artigos técnicos".

Instituto Brasileiro do PVC - Av. Chedid Jafet, 222 - Bloco C 4º andar - Vila Olímpia - CEP 04551-065 - São Paulo - SP | Tel. 11 2148-4735 - info@pvc.org.br
Copyright © 2017 – 2021 Instituto Brasileiro do PVC