Instituto Brasileiro do PVC

PVC na mídia

Em sintonia com os padrões de painéis (29/04/2016)

A indústria de painéis trabalha com grande velocidade no lançamento de novos padrões. Isso exige dos fabricantes de fitas de borda uma rápida movimentação de desenvolvimento do desenho para levar ao mercado moveleiro o acabamento conforme o padrão. Desta forma, as fornecedoras de fita realizam parceria com as paineleiras garantindo comunicação constante para Replica Watches que o lançamento do painel e da fita de borda* equivalente seja feito de forma conjunta.



Para que isso ocorra, antes do lançamento do padrão para as indústrias de móveis, os fabricantes de fitas são informados quais são os novos desenhos para que os produtos possam ser desenvolvidos. "No momento que os fabricantes de painéis definem seus produtos, recebemos imediata mente amostras destas novidades para iniciarmos o processo de desenvolvimento", explica o gerente nacional de vendas à indústria da Proadec, Álvaro Rodrigues. Após isso, as fabricantes de Cheap Rolex Replica fitas desenvolvem amostras com diferentes propostas que são apresentadas para prévia aprovação e posterior produção.


O gerente comercial da Allparts, Ulisses Pereira, acrescenta que o setor de desenvolvimento de produtos dos paineleiros, além de fornecer informações em tempo real dos lançamentos de novos padrões, também informa sobre a obsolescência de cores que não estão "girando" mais. "Para que possa funcionar essa relação, ambas a partes precisam pensar na construção de cheap replica watches parceria para transmissão de informações e disponibilidade de amostras rápidas a serem desenvolvidas", considera.

* Perfil para acabamento lateral de móveis. 



CORES E DESENHOS


Assim como a moda, o design do móvel também depende do gosto do consumidor. Neste sentido, a gerente de marketing da Rehau, Camila Barta-lena, enfatiza que todas as fabricantes de painéis fazem análise detalhada de tendência de cores para poder fazer os lançamentos. "Por isso Rolex Replique Montre o sucesso de vendas acaba acontecendo na maioria dos padrões", ressalta.


Mesmo que diversas cores e desenhos que continuam como tendência por muito tempo, por outro lado, sempre há algumas que permanecem por um período curto. "A dinâmica funciona baseada na resposta de mercado, do gosto dos clientes por determinadas cores e texturas, e nós, fabricantes das fitas, temos que acompanhar toda ela e o que entendemos ser necessário para fidelização dos clientes", assinala Pereira, da Allparts.



A LUTA CONTRA O ANTIAMARELAMENTO


O efeito do amarelamento da fita de borda é associado ao envelhecimento do material que ocorre em função da absorção de raios ultravioleta. Para atender a essa fake breitling preocupação constante dos produtores de móveis, as fitas evoluíram à medida que novos polímeros foram introduzidos em sua fabricação. "Com a utilização de polímeros especiais a resistência aos raios UV é aumentada com a adição de componentes que retardam o processo de amarelecimento", explica o gerente da Proadec, Álvaro Rodrigues.


No caso das fitas de borda brancas o cuidado tem que ser redobrado. "Isso desde a escolha do material e dos pigmentos aditivados com proteção UV para minimizar ao máximo os efeitos foto oxidativos produzidos pela exposição direta e indireta à luz ultravioleta", considera o gerente comercial da Akeo, Marciano Ecco. A Rehau se preocupa com isso sempre. "Trabalhamos no intuito de obter melhores performances do produto. Esta melhora se dá por meio da adição de componentes que proporcionam uma vida útil mais prolongada", destaca Camila, gerente de marketing da empresa.



O FATOR PVC


A fita de policloreto de vinila (PVC) possui ótima resistência e durabilidade. "O PVC é o polímero mais consumido no mundo, ele nos propiciou atender às demandas técnicas dos nossos dientes, como flexibilidade e resistência química e ao amarelamento. Vemos o PVC como um polímero de fácil adequação às demandas de mercado", relata o diretor comercial da CR Tegus, Marcelo Gama.


A resistência a impactos e abrasão também são características desse tipo de fita de borda, incluindo ainda a excelente adesão da cola com o painel, o que potencializa a vedação contra umidade. "Em relação aos demais polímeros para acabamento do mobiliário, a vantagem do PVC está em sua confiabilidade e estabilidade já conhecidas por usuários no mundo todo e nas mais variadas condições de aplicação", salienta Álvaro Rodrigues, da Proadec.



MERCADO EM ALTA


O uso do PVC continua em franco crescimento devido sua versatilidade. As características já citadas têm feito com que esse tipo de fita de borda tenha ganhado paulatinamente mais espaço. "Cada vez mais os consumidores finais buscam por qualidade, diferencial e inovação. As fitas de borda de PVC, pelos seus atributos técnicos e de design, fornecem diferenciais de sofisticação e qualidade, com um custo baixo, potencializando os argumentos de vendas", elucida Camila Bartalena, da Rehau.


E a alta na demanda tem acontecido mesmo em meio ao atual momento econômico. "Crescemos em consumo de fitas de PVC em 2015 mesmo com 0 mercado retraído. Atualmente falar em uma empresa que está conseguindo crescer é algo importante, este fato está relacionado à qualidade dos produtos e serviços que estamos oferecendo aos clientes", comenta Marcelo Gama, da CPI Tegus.


A Allparts, que começou em 2012 a distribuição de fitas de borda de PVC e no ano passado adquiriu a Artebord, marca que pertencia à Empresas Artecola. "Essa é mais uma forma clara de evidenciarmos que gostamos e acreditamos no que fazemos, mesmo em meio ao pessimismo real da conjuntura econômica do país. Temos em mente que quando o assunto é fitas de borda para 0 mercado moveleiro a Allparts deseja sempre ser reconhecida como referência", assinala o gerente Ulisses Pereira.


Fonte: Revista Móbile Fornecedores - Mar/Abr/2016 (Adaptado)

Instituto Brasileiro do PVC - Av. Chedid Jafet, 222 - Bloco C 4º andar - Vila Olímpia - CEP 04551-065 - São Paulo - SP | Tel. 11 2148-4735 - info@pvc.org.br
© 2017 Instituto Brasileiro do PVC