Instituto Brasileiro do PVC

Desenvolvimento sustentável

O PVC tem todos os atributos para contribuir de forma ativa para o desenvolvimento sustentável, oferecendo facilidades e conforto aos usuários finais. O Instituto Brasileiro do PVC oferece informações atualizadas e orientações de práticas sustentáveis à cadeia de valor do PVC.


Conceito do Desenvolvimento Sustentável


“Desenvolvimento Sustentável é aquele que atende às necessidades presentes sem comprometer a capacidade das gerações futuras de atender suas próprias necessidades” (Comissão Brundtland).

Esse conceito, discutido e aprovado durante a Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (Rio 92), é uma visão ampla e avançada da obrigação do homem atual em promover o desenvolvimento até o máximo de suas necessidades e capacidade, preservando a integridade dos recursos naturais e humanos, que serão sempre a fonte para o desenvolvimento continuado das gerações futuras.


O desdobramento desse conceito permite visualizar três áreas de atuação conjunta, que devem ser harmonizadas para que possamos atingir o Desenvolvimento Sustentável: Desenvolvimento Econômico, Sustentabilidade Ambiental e Responsabilidade Social.


Desenvolvimento Econômico: a indústria tem alta qualificação tecnológica para oferecer produtos que atendam às necessidades do mercado e que, a partir de seu desenvolvimento, produção e comercialização, agreguem valor para a economia, contribuindo para a geração de empregos e para a formação do Produto Interno Bruto (PIB) do país;


Sustentabilidade Ambiental: a atividade industrial deve se desenvolver segundo critérios que garantam a segurança e a qualidade dos ecossistemas e da biodiversidade para as gerações futuras;


Responsabilidade Social: toda atividade econômica e, em particular, a industrial, deve ter como linha mestra a Responsabilidade Social. Isso significa não apenas o respeito básico e indispensável ao ser humano, reconhecendo suas diferenças étnicas e religiosas, mas também a responsabilidade pela oferta de bens e serviços que permitam melhorar a qualidade de vida da sociedade e promover o seu progresso.



A Contribuição do PVC para o Desenvolvimento Sustentável


Ao se colocar na trilha do Desenvolvimento Sustentável, a cadeia produtiva do PVC não conta apenas com a confiança do mercado, mas age como parceira da sociedade na busca de um futuro mais promissor.


A cadeia produtiva do PVC tem dado importante contribuição para o Desenvolvimento Sustentável global. Os produtos de PVC estão completamente inserido nos pilares da sustentabilidade pois ajudam na conservação dos recursos naturais, melhoram a qualidade de vida das pessoas e contribuem para o crescimento econômico. Entre os benefícios do PVC relativos à sustentabilidade, listamos:


Vocação social.

Por atender de forma eficaz a necessidades vitais da sociedade em áreas como habitação, saneamento básico e saúde.


Benefícios ambientais.

Diversos produtos de PVC têm funções que ajudam a proteger o meio ambiente, como é o caso dos tubos e conexões, largamente empregados em saneamento básico, e das janelas e portas de PVC, que proporcionam excelente isolamento térmico e acústico, gerando economia substancial de energia.

Eco-balanço positivo.

O sal marinho, recurso natural inesgotável, é a principal matéria-prima do PVC. Além disso, ele é um material 100% reciclável e apresenta baixo consumo de energia em sua produção.


Competitividade.

A facilidade de instalação, a durabilidade e a baixa manutenção tornam os produtos de PVC extremamente competitivos, com excelente relação custoxbenefício para áreas como habitação, eletroeletrônicos, indústria automotiva e área médica.


PVC, um plástico 100% reciclável


A reciclagem do PVC não é uma novidade. Historicamente, ela acontece desde o começo da sua produção. No entanto, só tomou impulso de forma mais organizada com os movimentos ecológicos nos países desenvolvidos. A razão é que os resíduos plásticos vêm aumentando em volume por vários fatores, como crescimento populacional, aumento do poder aquisitivo e maior utilização das embalagens plásticas devido à facilidade de transporte, distribuição e diminuição de desperdício de alimentos, principalmente.

A quantidade de resíduo de PVC na composição do lixo da coleta seletiva é muito pequena. Isso ocorre porque o PVC é mais utilizado em produtos de longa duração, como tubos e conexões, fios e cabos para a construção civil. O longo ciclo de vida útil dos produtos de PVC termina por ampliar o tempo necessário para que se tornem resíduos. Para se ter ideia, 70% dos produtos de PVC têm vida útil entre 15 e 100 anos. Outros 22% de 2 a 15 anos e apenas 8% são considerados descartáveis com durabilidade até 2 anos.


A taxa de reciclagem do PVC


No Brasil, a taxa de reciclagem mecânica do PVC pós consumo tem crescido ano após ano. Em 2005, quando o Instituto Brasileiro do PVC começou a monitorar a indústria de reciclagem de PVC pós consumo no país, a taxa de reciclagem era de 13,7%. Dados da última pesquisa realizada com base em dados de 2014, mostraram que a reciclagem do PVC atinge 17,1%. Veja os indicadores de reciclagem clicando aqui


Lista de recicladores de PVC: clique aqui para acessar 


A pesquisa chamada de “Monitoramento do Índice de Reciclagem Mecânica do PVC no Brasil" tem abrangência nacional e cumpre métodos de pesquisa estabelecidos pelo IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 


Ciclo de vida do PVC e suas vantagens ambientais


O que é a análise de ciclo de vida?


A análise do ciclo de vida (ACV) de um produto, por definição, a partir da série de normas ISO 14000 do subcomitê SC5, constitui-se num instrumento que permite o desenvolvimento de critérios e procedimentos objetivos para a avaliação do impacto ambiental de produtos. Esta avaliação considera seu ciclo de vida completo, isto é, desde a sua concepção (projeto) até o término da vida útil, com a sua disposição ou recuperação. Envolve, portanto, a contabilização de muitos parâmetros durante os diferentes estágios de processos de um produto, a sua distribuição e a gestão dos rejeitos, parâmetros esses que podem mudar ou variar de região para região.


Para a realização da ACV de um material, leva-se em consideração critérios de eficiência técnica, econômica e ambiental, com vistas a determinar as condições de contorno para a sua fabricação. Também conhecidas como limites de um sistema, elas delimitam o conjunto de operações industriais ou 'sistema industrial' e o 'sistema meio ambiente'. 


Para esta análise, também chamada de 'do berço ao túmulo', são avaliadas todas as etapas de um processo produtivo, partindo-se da matéria-prima, se proveniente de recursos naturais ou não; a geração de subprodutos ou resíduos contaminantes de recursos naturais (água, solo e ar), até a possibilidade de sua reutilização, reciclagem ou a forma de disposição do produto após o uso.


O objetivo desta avaliação é determinar o impacto global de um produto ou serviço sobre o meio ambiente, durante seu ciclo de vida completo. De posse das informações pode-se comparar desempenhos ambientais de produtos fabricados com materiais diferentes para a mesma aplicação ou finalidade.


O ciclo de vida do PVC


De fato o PVC é um material diferenciado e possui excelente avaliação em estudos de ACV, que têm comprovado, cientificamente, que os produtos de PVC não causam mais impactos ambientais que os seus concorrentes. 


A Análise de Ecoeficiência de Janelas realizada em parceria com a Fundação Espaço Eco® (FEE®), primeiro estudo do tipo realizado no Brasil, e que teve como base a metodologia da Avaliação do Ciclo de Vida (AVC) conforme série de normas ISO 14040 mostra claramente isso. O estudo comparou a performance e aspectos ambientais de janelas brancas de PVC e janelas brancas de alumínio. Foram contempladas a produção, montagem, instalação, uso (com ar condicionado), manutenção e destinação final de janelas brancas de PVC e alumínio, considerando variações térmicas diferentes, em cidades como São Paulo (SP), Curitiba (PR) e Natal (RN). 


Os resultados mostraram que a janela de PVC é mais ecoeficiente que a janela de alumínio. Clique aqui para conhecer o estudo.

Notícias ^

Coalizão e ONU Meio Ambiente lançaram, em Brasília, movimento de conscientização sobre a separação e o descarte correto dos recicláveis (25/09/2017)

A Coalizão, formada por 23 associações empresariais signatárias do Acordo Setorial de Emb

[...]

Leia mais >

Projeto Adapto confecciona mobiliários de plástico (01/08/2017)

Programa Educacional faz parte da atividade dos alunos do curso de Terapia Ocupacional da

[...]

Leia mais >

Projeto instala kits de pvc com água e ração para animais de rua (20/07/2017)

Ideia é evitar a baixa imunidade dos pets, que pode abrir precedentes para outras doenças.


A

[...]

Leia mais >
Artigos ^

Desenvolvimento de PVC Reforçado com Resíduos de Pinus para Substituir Madeira Convencional em Diversas Aplicações – 2008

Este trabalho avalia a viabilidade técnica da obtenção de compósitos lignocelulósicos de PVC,

[...]

Leia mais >
Releases ^

Educadores do CEU Pêra Marmelo (SP) participam de curso sobre plásticos, reciclagem e resíduos sólidos

Homologado pela Diretoria Regional de Educação (DRE – Pirituba) e gerando pontos de carreira p

[...]

Leia mais >

Comemoração do aniversário do CEU Vila Atlântica (SP) terá ações de educação ambiental sobre os plásticos

Oficina de artes com plásticos reutilizados e contação de história, com base no livro inf

[...]

Leia mais >

Instituto Brasileiro do PVC aborda Tecnologia do PVC em curso na Universidade Federal de São Carlos

As aulas de cunho técnico serão ministradas ao longo do segundo semestre de 2017 para alunos d

[...]

Leia mais >

Instituto Brasileiro do PVC - Av. Chedid Jafet, 222 - Bloco C 4º andar - Vila Olímpia - CEP 04551-065 - São Paulo - SP | Tel. 11 2148-4735 - info@pvc.org.br
© 2017 Instituto Brasileiro do PVC