Instituto Brasileiro do PVC

Artigos técnicos

A tecnologia assistiva em materiais de PVC na reabilitação de crianças com disfunção neuromotora - 2008

A lesão ou má formação no cérebro imaturo pode permitir que aconteça uma disfunção neuromotora, deixando seqüelas irreversíveis no sistema neuropsicomotor da criança. A mesma apresentará dificuldades em graus variados, em manter posturas, realizar movimentos normais, deficiências associadas ao quadro motor, comprometimento do desenvolvimento global, retardo mental, deficiência visual, auditiva, distúrbio de comunicação e de comportamento. No entanto a maior dificuldade dos profissionais que atuam com essa clientela é ter acesso a recursos que auxiliem no tratamento visando à manutenção de posturas mais normalizadas fora do ambiente terapêutico, seja em casa ou na escola. A problemática esta em como adequar corretamente a criança sem ter recursos econômicos. Em decorrência disto surgiu a idéia no curso de Terapia Ocupacional da Universidade Católica Dom Bosco no ano de 2006 com a Professora Mestranda Grace Claudia Gasparinni da confecção de mobiliários em PVC, onde se avaliou cada criança em domicilio e suas necessidades da vida diária e prática. A Terapia Ocupacional e a Fisioterapia através da Tecnologia Assistiva têm como objetivo buscar recursos alternativos de baixo custo que possibilitem as crianças com disfunção neuromotora terem em seus lares, equipamentos que lhe proporcionem melhor postura na realização das atividades da vida diária (auto-cuidado, alimentação, vestuário, higiene), proporcionar um melhor alinhamento corporal, necessário para a recepção de estímulos proprioceptivos providos de uma postura mais normalizada. Os resultados obtidos com a experiência foram o bom desempenho bimanual, adequação de posturas, normalização de tônus e diminuição dos reflexos presentes nas patologias. Concluiu-se que o PVC é um material de baixo custo, fácil manuseio, leve, higiênico e pode ser facilmente transportado para qualquer local, proporcionando assim, qualidade de vida, independência e prevenção de contraturas e deformidades nas crianças com disfunção neuromotora.



Palavras-chave: Disfunção neuromotora; Terapia Ocupacional; Fisioterapia; Tecnologia Assistiva.



Introdução


Este trabalho é uma revisão bibliográfica, que originou do trabalho de conclusão de curso de Terapia Ocupacional cuja autoras foram, Camila Toledo Locatelli e Gisele do Amaral Lima com o tema A TECNOLOGIA ASSISTIVA EM MATERIAIS DE PVC NA REABILITAÇÃO DE CRIANÇAS COM DISFUNÇÃO NEUROMOTORA, no ano de 2006 apresentado na UNIVESIDADE CATÓLICA DOM BOSCO em CAMPO GRANDE – MS que na época enfatizou como as crianças com disfunção neuromotora poderiam se beneficiar no processo de reabilitação através da tecnologia assistiva em materiais de PVC, demonstrando por meio de estudos de casos os benefícios deste recurso.


Do ponto de vista da reabilitação, através de experiências vivenciadas no dia a dia de um setor terapêutico com pacientes que apresentam disfunções neuromotoras, há necessidade do uso de um mobiliário adaptado a fim de favorecer uma postura adequada, auxiliar na inibição dos reflexos patológicos e proporcionar ao paciente uma melhor auto-estima e qualidade de vida.


A tecnologia assistiva abrange as modalidades de desempenho humano desde as atividades de auto-cuidado até as atividades profissionais e de lazer (CARLA e LUZO 2004).


Visto que com as dificuldades de materiais de baixo custo buscou-se alternativas como o PVC que é um material de baixo custo, que visa atender uma população desfavorecida economicamente.


Clique aqui para ler a íntegra do artigo.


Por: Camila Toledo Locatelli, Terapeuta Ocupacional e Fernando de Araújo Machado, Fisioterapeuta.


Instituto Brasileiro do PVC - Av. Chedid Jafet, 222 - Bloco C 4º andar - Vila Olímpia - CEP 04551-065 - São Paulo - SP | Tel. 11 2148-4735 - info@pvc.org.br
© 2017 Instituto Brasileiro do PVC